domingo, 30 de junho de 2013

Nas ruas, o eleitor ‘desantecipou’ a campanha

Josias de Souza
O jovem eleitor brasileiro, que todos supunham alienado, chegou às ruas em boa hora. Ao levar sua insatisfação para passear rente ao meio-fio, produziu o mais extraordinário fenômeno da atual temporada: a ‘desantecipação’ da sucessão presidencial. O país encontrava-se aprisionado no seu futuro. Um futuro radioso, no qual Dilma Rousseff estava reeleita e asseguraria mais quatro anos de felicidade para o Brasil. No asfalto, a nação se reencontrou com seu presente. Um presente repleto de mazelas.
Ao medir o tamanho da novidade, o Datafolha verificou que foram dissolvidas praticamente todas as certezas. Sobrou uma: o (a) presidente da República a ser reeleito (a) em outubro de 2014 terá de descer ao nível da rua, explicando tintim por tintim o que planeja fazer. Restabeleceu-se a normalidade. Antes tratada como estorvo para um governo definitivo, a democracia voltou a funcionar como corretivo para a falibilidade humana.
Destituída da sua condição de presidenta superpoderosa, Dilma reteve 30% dos 51% de intenções de voto que colecionava no início de junho. As ruas lhe tomaram impressionantes 21 pontos percentuais. Coisa suficiente para desnortear qualquer um –de um João Ninguém até um João Santana.
Principal beneficiária do “efeito-rua”, Marina Silva pulou de 16% para 23%. Aécio Neves, que foi de 14% para 17%; e Eduardo Campos, que oscilou de 6% para 7%, não usufruíram dos protestos. Um pedaço do asfalto preferiu refugiar-se no muro a dar-lhes cartaz. Na primeira semana de junho, os eleitores que diziam preferir o voto branco e nulo ou que afirmavam não ter candidato somavam 12%. Hoje, esse nicho dos sem-candidato responde por 24% do total. É como se desafiassem: convençam-me, se puderem.
Deve-se a Lula, a antecipação da campanha que as ruas acabam de ‘desantecipar’. Ele relançara Dilma em 20 de fevereiro, em São Paulo, num seminário festivo do PT –o primeiro de uma série programada para celebrar os dez anos do partido no poder. Respondendo a um discurso que Aécio fizera no plenário do Senado, Lula dissera: “Eles podem se preparar, podem juntar quem eles quiserem, porque se eles têm dúvidas, nós vamos dar como resposta a eles a reeleição da Dilma em 2014.” As ruas gritaram para Lula: “Devagar com o andor, que sua Santa é de barro!”
Na sua vez de discursar no evento petista, Dilma fizera questão de pisar no calo do tucanato: “Nós não herdamos nada, nós construímos.” E as ruas: “Construíram o quê, cara pálida?” Cinco dias depois, num seminário realizado em Belo Horizonte pelo PSDB mineiro, Fernando Henrique chamaria Dilma de “ingrata”. Ela “cospe no prato que comeu”. E o asfalto: “é hora de servir refeição nova.” Na semana seguinte, o presidente do PT, Rui Falcão, voltaria à carga: “O que posso dizer é: deixem a Dilma trabalhar, dialogar com o Congresso e a sociedade.” E o meio-fio: “Heimmmmm?!?!?”
De repente, a garotada impulsionou a conversão de todo esse lero-lero em pó. Rompeu-se o fato consumado da candidata imbatível, a monotonia da oposição sem propostas, o enfado da polarização automática. Foi como se a turba tivesse se dado conta de que o futuro, espaço impreciso, não pode ser cobrado ou conferido. O presente, sim, podia ser apalpado. Ficou entendido que uma sucessão presidencial não é mera formalidade eleitoral. Quem quiser a poltrona terá de guerrear por ela. Alvíssaras!

sábado, 29 de junho de 2013

Festa junina!

Ontem 28-06 teve Festa Junina no bairro Vila Esperança, e Jardim Progresso
 O evento, contou com a participação de toda a comunidade, o clima era de paz e alegria!
 Na foto Fabiana e seus filhos, que saiu do seu bairro CDHU, para prestigiar a festa.
 O prefeito Rogério Ulson esteve presente, na foto com o comerciante Gabriel.
Na foto Thais e sua s amigas, participando e ajudando na festa!


 Na foto, o ex vereador Caqui, Sebastião D.Ferreira e o presidente da Câmara Rodrigo Balerine.

Todos os anos o pessoal do bairro se organiza, cada um colabora como pode, todos os alimentos produzidos, são distribuídos gratuitamente! Parabéns aos organizadores ao Sr José Bernardo Pelé aceite nossos parabéns representando todos os colaboradores!

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Analândia SP - Serra do Itaqueri
Notícia publicada em 27/06/2013 - 00:35 - Autor: Administrador

O Município Instância Climática de Analândia vem desenvolvendo roteiro de Turismo Rural em parceria com a ASSOCIAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DO TURISMO DA REGIÃO SERRA DO ITAQUERI após identificação de potencialidade turística que visa a implantação da modalidade Turismo Rural um expressivo agregador de desenvolvimento de renda para o município de Analândia e a Região a qual será beneficiada com roteiros intermunicipais, a iniciativa que conta com Empresários do Setor de Turismo e Produtor Rural é visionaria destaque para o HARAS VILA COLONIAL entre outros o qual é o 2º Maior Produtor da Raça Penthouse no Brasil, o objetivo é através do produto do Turismo Rural impulsionar a produção rural e o agronegócio na região da Serra do Itaqueri, sensibilizando e mobilizando empresários e produtores para o fortalecimento da economia local e regional, assumindo a região da Serra do Itaqueri o Papel que lhe cabe no Desenvolvimento da Produção Rural.

Tão Importante é que todo o desenvolvimento é pautado na Sustentabilidade e na Preservação Ambiental uma vez que Analândia tem em sua formação inúmeras fontes minerais e grande extensão de mata nativa. Um movimento que deve ser agregado e fortalecido com mais adesão de empresas e empreendedores, valorizando o produto a ser comercializado bem como todas as suas vertentes, direcionando o município e região para uma maior qualidade de vida, crescimento significativo de renda, inclusão social e aumento de IDH.
O desafio é o desenvolvimento de um modelo sustentável que agregue a produção rural - consumo - turismo - sustentabilidade e preservação ambiental.
Jamila Tavares Coimbra
Presidenta ADTURSI

Povo atento!

Newsletter, edição 15 - Junho de 2013

O que deu errado no Brasil 

Era impensável que milhares de brasileiros saíssem às ruas em protesto contra a realização da Copa do Mundo no país e contra o aumento de tarifas do transporte público. O Brasil normalmente está na imprensa mundial por causa das boas notícias do crescimento de sua economia. Mas essa não é a história completa. Os aumentos do transporte coletivo foram revogados, mas os protestos continuam.
Clique para ler a notícia | Compartilhe:  
Protestooooooo



Corrupção é principal motivação de manifestantes em SP, diz Datafolha
Apesar de a principal pauta das manifestações em São Paulo ser a redução das tarifas do transporte público, o principal motivo de participação foi a luta contra a corrupção, de acordo com pesquisa Datafolha realizada durante protesto da semana passada.




Clique para ler a notícia | Compartilhe:  

Medium_spprotesto




Não há o que negociar, caros governantes
Parlamentares são tratados como crianças birrentas que não são disciplinadas pelos pais, ao contrário, para aplacar suas constantes e crescentes crises de vontades recebem maiores e mais polpudos presentes. É hora de promovê-los à maioridade e mandar que façam o que têm de fazer. É hora de convocar políticos sérios a uma coalizão programática – chega de distribuir presentes às crianças, essa fórmula se exauriu.




Clique para ler a notícia | Compartilhe:  

Medium_ziller




PEC 37: vitória da sociedade brasileira
A mobilização e a pressão não podem parar. A Câmara dos Deputados recuou, mas a sociedade civil não. A voz das ruas é clara e uníssona: o Brasil não tolera mais tanta corrupção e impunidade. Este é apenas o primeiro passo para a construção de um novo país.




Clique para ler a notícia | Compartilhe:  

Medium_pec



AMARRIBO Brasil, representante no Brasil da
Fighting Corruption


quinta-feira, 27 de junho de 2013

Incorporações salariais em Analândia!

Em Analândia poucos ganham muito e muitos ganham pouco!
 É uma triste realidade, onde alguns ganham altos salários em detrimento de uma maioria que são penalizados e obrigados a viver com péssimos salários.
Agora vejam quem realmente se beneficiou com as incorporações salariais! 
São na verdade 27 funcionários com valor salarial de R$ 32.348,43 sem encargos e mais de R$ 41.726,53 com encargos!


Visualizem melhor:

Valor total sem encargos------------------------------------> R$ 32.348,43

Valor total com encargos:-----------------------------------> R$ 41.726,53



Os valores da lista são apenas as incorporações.

Segue abaixo a 1364/01 a lei das incorporações:



Fonte: vereador Leandro Eduardo Santárpio.
 A equipe do blog Unidos por Analândia agradece pelas informações.

Programa Balde cheio! Olha que oportunidade para Analândia!

O que é?
Programa Balde Cheio é uma metodologia inédita de transferência de tecnologia que contribui para o desenvolvimento da pecuária leiteira em propriedades familiares. Seu objetivo é capacitar profissionais de extensão rural e produtores, promover a troca de informações sobre astecnologias aplicadas regionalmente e monitorar os impactos ambientais, econômicos e sociais, nos sistemas de produção que adotam as tecnologias propostas.


Como funciona?
A capacitação e a troca de informações acontecem na propriedade rural, que se torna uma sala de aula, chamada de unidade demonstrativa (UD). Além disso, a programação inclui aulas teóricas, tanto a extensionistas como a produtores, na Embrapa Pecuária Sudeste e nas propriedades selecionadas.
A partir da estruturação da propriedade com base nas orientações do projeto, a unidade demonstrativa passa a ser uma referência na região.
Conheça mais detalhes da metodologia do Balde Cheio aqui.
Parcerias
Uma das principais estratégias do Projeto Balde Cheio são as parcerias efetuadas com diversos tipos de instituições públicas (órgãos de assistência técnica e extensão rural vinculados às Secretarias Estaduais de Agricultura, prefeituras, departamentos de agricultura municipais e instituições de ensino e pesquisa, instituições financeiras, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e privadas (cooperativas, laticínios, associações, federações de agricultura, Sebrae, instituições de ensino e pesquisa, profissionais autônomos).
O envolvimento de parceiras distintas entre diferentes elos da cadeia produtiva do leite confere ao projeto uma base sustentável e dinâmica, colaborando para a formação de uma rede de trabalhoem que ocorre uma intensa troca de informações e de conhecimentos.
Situação atual
Até o final de dezembro de 2012, 24 Estados brasileiros já faziam parte do Projeto Balde Cheio, totalizando 710 municípios e mais de 3.831 propriedades rurais, sendo 563 Unidades de Demonstração e 3.268 Propriedades Assistidas.
Como participar?
Produtores e técnicos interessados em participar do projeto devem entrar em contato com o coordenador ou instituição responsável em sua região.
Para mais informações, entre em contato por meio do endereço www.cppse.embrapa.br/sac ou pelo telefone (16) 3411-5626.

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Programa mais educação!


Educação em período integral!   É uma ótima iniciativa, mas precisa da mobilização de todos para funcionar!
Nos primeiros dias do projeto a frequência foi baixa, cadê o povo que quer educação?
Vamos pessoal, educação depende de todos! A escola deve divulgar mais as informações sobre o projeto e os pais devem mandar seus filhos!
  Educação é assim que se faz, todos os dias, o dia todo! Bom trabalho!

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Escola Zezé Salles!

Corredor da Escola Zezé Salles! Esta muito feio, seria interessante melhorar este visual, os alunos pedem mudanças, pedidos necessários e devem ser atendidos! 
 Jovens atentos e pedindo mudanças! Melhorias!
 Olha que legal, internet para todos, que tal uma internet para a cidade toda? Vamos lutar juntos? Seria legal uma solicitação ao executivo para viabilizar este projeto! Internet livre em qualquer lugar da cidade! Na praça, na escola, etc!




Mais aula de português para estes jovens, fará muito bem!
E mel no suco também não dá !  Aprovado!
O professor ganha R$ 8,00 / hora?  Muito pouco, tem que melhorar! 
Os jovens estão atentos, querem mudanças e lutam para isso! Olhem com carinho os pedidos dos alunos! 
Epa! Legal, mas não seria melhor colar os cartazes em um quadro próprio para isso? Assim não estraga a parede da escola!
Uma escola bem cuidada depende de todos!

Analândia Reciclando!

O Sérgio esta trabalhando, reciclando!  Parabéns Sérgio e Joelma!
Precisam de apoio da população para continuar , vamos apoiar !Analândia 

domingo, 23 de junho de 2013

O que você achou das comemorações do aniversário da cidade?

A equipe do blog quer ouvir, queremos saber como foram as comemorações do  dia da cidade ?
O que você cidadão achou?
O que você comerciante achou?
Esta pesquisa é importante e pode ajudar a corrigir possíveis falhas em eventos futuros !

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Rádio Comunitária Nossa Terra 105.9 FM ! Inauguração!

 Locutor Ferreti Junior e o  prefeito Municipal Rogério Ulson iniciaram os trabalhos da rádio hoje as 16 hs !
 Estiveram presentes muitos cidadãos e a Sra Bernadete mãe de Cristiano Morgado que deu o nome ao estúdio,  pessoa que muito contribuiu para o bom funcionamento desta rádio em anos anteriores.

 Rodrigo Balerini presidente da câmara, Jairo Mascia vice prefeito, Rogério Ulson prefeito municipal, Leandro Santarpio vereador e Paulo dos Santos( PB).
  Estúdio de gravações !Muitos Analandenses estiveram presentes neste momento histórico e como não poderia deixar de ser, a rica presença de Seu Agenor Morisco, um dos Analandenses que não se cansa de prestigiar tudo que de bom que acontece nesta cidade, como filho de Analândia sempre oferta o seu Amor.
Antonia Sodelli Graber ex prefeita municipal e vice presidente da diretoria da rádio Nossa Terra FM 105,9 e grande incentivadora deste importante meio de comunicação !
A rádio Nossa Terra 105.9 FM será um ótimo instrumento de comunicação para nossa cidade!  Após décadas de silêncio causados por uma politica nefasta e ditatorial, agora os horizontes se abriram em Analândia que poderá falar e ser ouvida ! Parabéns a todos que se empenharam no dificil trabalho de colocar esta rádio no ar novamente, parabéns ao presidente da rádio o Professor Tortelo !

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Justiça Bloqueia Bens !

Processo 0002731-42.2013.8.26.0283 (028.32.0130.002731) - Ação Civil Pública - Improbidade Administrativa - Ministério Público do Estado de São Paulo - - município da estância climática de Analândia -José Roberto Perin - - Transportadora Cd Descalvado - - Município da Estância Climática de Analândia - - Ronaldo José Tangerino - 1. Segue impresso Bacenjud, evidenciando que a indisponibilidade de ativos financeiros foi parcialmente frutífera (R$ 32.333,73) em relação à ré Transportadora C.D. Descalvado Ltda - ME. 2. Fls. 43/44. Transfira-se o Município de Analândia ao pólo ativo da ação. 3. 
Aguarde-se o decurso do prazo concernente as defesas preliminares de José Roberto e Transportadora CD. 4. Oportunamente, darei vista ao Ministério Público para manifestar-se sobre a certidão de fls. 53, especialmente quanto à notificação infrutífera de Ronaldo José Tangerino. 5. Int. - ADV: PEDRO CARDOSO RAFAEL (OAB 263200/SP), RICARDO VAZQUEZ PARGA (OAB 140601/SP), LIDIA MARIA COELHO (OAB 157412/SP), KARINA VAZQUEZ BONITATIBUS DE FALCO (OAB 206308/SP), JOSE DA COSTA VINAGRE (OAB 14060/SP)

terça-feira, 18 de junho de 2013




Secretário pede que manifestantes  mantenham acordo em protesto



Manifestação de segunda em São Paulo foi considerada pacífica.

Fernando Grella quer que lideranças sigam em contato com PM. 

Do G1 São Paulo
1 comentário
O secretário de Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, pediu nesta terça-feira (18) que os líderes do movimento que luta contra o aumento nas tarifas do transporte público mantenham contato com os oficiais da Polícia Militar a fim de garantir a segurança na próxima manifestação, marcada para esta terça, às 17h, na Praça da Sé. O acordo foi firmado entre representantes do movimento e a Secretaria de Segurança Pública (SSP) antes do protesto de segunda-feira (17).

sexta-feira, 14 de junho de 2013

IBATÉ - TRE-SP mantém cassação de Alessandro e Horácio

13/06/2013 09:03

Fonte: Marco Rogério, Primeira Página

O Acórdão do processo eleitoral Nº 425-12.2012.6.26.0410, assinado pelo juiz relator do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP), Paulo Hamilton, publicado na última terça-feira, 11 de junho, mantém a cassação do prefeito de Ibaté, Alessandro Magno Melo Rosa (PSDB) e de  seu vice Horácio Carmo Sanchez, além de condenar à inegibilidade por 8 anos e outras penalidades ao ex-prefeito José Luiz Parella (PSDB).
“A inelegibilidade de José Parella foi reconhecida com supedâneo no inciso XIV, do artigo 22 da Lei Complementar n° 64/90, que também ensejou a cassação dos registros de Alessandro e Horácio”, afirma o Acórdão em sua conclusão.
A ação foi  movida pela coligação "Por uma Ibaté de todos nós", dos ex-candidatos a prefeito, Orlando Trevisan Junior (PTB), e vice Reginaldo dos Santos de Souza (PT), que ficaram na segunda colocação nas eleições de 7 de outubro de 2012.

Entenda
A representação judicial no TRE foi feita pelo ex-candidato a prefeito de Ibaté, Orlando Trevisan Junior, que pede a cassação do diploma de prefeito de Alessandro Magno Melo Rosa. O processo foi julgado improcedente em primeira instância pelo juiz eleitoral de Ibaté, Milton Coutinho Gordo. Porém, teve parecer favorável do promotor de Justiça Eleitoral, Marcos Roberto Funari, responsáveis pela 410ª Zona Eleitoral.

Outro Lado
Alessandro, como é mais conhecido, ainda pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). “Já esperávamos esta decisão e agora vamos impetrar um novo recurso”, afirmou ele ontem. O Primeira Página entrou em contato com a assessoria de Júnior Trevisan, mas não obteve resposta.

Abusos
O candidato derrotado no pleito de 7 de outubro de 2012 relata que o processo eleitoral na cidade não teve igualdade de oportunidades aos candidatos ao cargo de prefeito, ressaltando que a antiga administração promoveu shows culturais e usou esse espaço para fazer comícios eleitorais em prol do candidato do então prefeito, além de usar servidor público comissionado durante o horário de trabalho para fazer campanha política nas ruas. Trevisan afirmava que tinha tudo documentado e que provaria as irregularidades que afirma, acolhidas agora pelo TRE. Dr. Alessandro sempre contestou as acusações. O advogado de Trevisan foi o consagrado jurista Tito Costa.

"Ex-prefeito foi estrela principal", diz relator

http://www.folhacidade.net/design/imagens/sistemas/noticias/5d44ee6f2c3f71b73125876103c8f6c4/originais/8415.jpgDe acordo com o relator do processo eleitoral que resultou na cassação do mandato do prefeito Dr. Alessandro Magno Melo Rosa (PSDB), o ex-prefeito José Luiz Parella (PSDB) foi o grande destaque da última campanha eleitoral, configurando os abusos. “A estrela principal da campanha  eleitoral dos embargantes, conforme restou consignado no vosso acórdão embargado, foi o ex-prefeito. É exatamente esta  condição que caracterizou o abuso de poder econômico”, diz o juiz relator Paulo Hamilton.
Segundo o juiz, “o dispêndio excessivo de dinheiro com a produção de material publicitário, de natureza privada, para a promoção do recorrido, José Parella, e de sua administração, às vésperas do período eleitoral, teve nítido intuito de o autopromover e impulsionar a candidatura ‘dos seus candidatos’, Dr. Alessandro e Horácio.
Novamente, os candidatos não  apresentaram sua plataforma política durante a campanha, nem discutiram temas de interesse local, apenas foram'  apresentados à população como os candidatos de José Parella. Apresentava-se as realizações do então prefeito e seus discípulos, com a mensagem de continuidade”.
Segundo Hamilton, a referida estratégia política não é vedada, mas a realização de campanha privada ostensiva  de autopromoção em paralelo com a campanha eleitoral,  justamente com o intuito de impulsionar a candidatura dos  embargantes, sem que, entretanto, os valores gastos  fossem contabilizados na campanha, este fato configura  abuso do poder econômico.


Leia mais: http://www.regiaoemdestake.com.br/news/ibate-tre-sp-mantem-cassa%c3%a7%c3%a3o-de-alessandro-e-horacio/

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Condenação: Caso do menino Wilian

Processo 0002032-90.2009.8.26.0283 (283.01.2009.002032) - Ação Penal - Procedimento Ordinário - Seqüestro e cárcere privado - Justiça Pública - André Luiz Bertole - - Luiz Carlos Perin - Ante o exposto, julgo parcialmente procedente a ação penal para ABSOLVER os acusados ANDRÉ LUIS BERTOLE e LUIZ CARLOS PERIN quanto aos crimes do art. 129, do art. 146, § 1º, e do art. 345, todos do Código Penal, e CONDENÁ-LOS como incursos: 
a) no art. 148 do Código Penal, aplicando-lhes em consequência a pena de 02 anos de reclusão em regime inicial semiaberto;
 b) no art. 15 da Lei nº 10.826/2003, aplicando-lhes em consequência as penas de: 02 anos e 04 meses de reclusão, em regime aberto, substituída por prestação de serviços à comunidade e proibição de frequentar determinados lugares; multa de 20 dias-multa, valendo cada qual 5/30 do salário mínimo.Transitada em julgado: mandado de prisão; guia de recolhimento; arquivamento do processo. P.R.I. - ADV: ARIOVALDO VITZEL JUNIOR (OAB 121157/SP), JOSE ROBERTO CHRISTOFOLETTI (OAB 68444/SP), JOAO ANTONIO FARIAS DE S R BATISTA (OAB 86814/SP), MARCELA MARQUES VITZEL (OAB 279608/SP)



Informações:

A -  Art. 148 - Privar alguém de sua liberdade, mediante seqüestro ou cárcere privado: (Vide Lei nº 10.446 , de 2002)

B -  Disparo de Arma de Fogo (lei 10.826/2003, Art. 15)




quarta-feira, 12 de junho de 2013

Sessão Câmara!

Câmara aprovou por unanimidade dos votos a emenda que proíbe dar nomes de pessoas vivas em Bens e serviços públicos de qualquer natureza !

Proposta de Emenda nº06/2013 – (Dispõe sobre revogação da Emenda
nº04/2005 da Lei Orgânica do Município que dispõe sobre nome de pessoas vivas a
bens e serviços públicos de qualquer natureza). Autoria dos Vereadores: Adriano
Aparecido Bezerra, José Ângelo de Mattos e Rodrigo Tendolini Balerini.

O que diz o artigo 37 da Constituição Federal
 Art. 37. A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência e, também, ao seguinte:

§ 1º – A publicidade dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos deverá ter caráter educativo, informativo ou de orientação social, dela não podendo constar nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal de autoridades ou servidores públicos.


 A Constituição Federal, em seu art. 37, erige como princípio da Administração Pública a "impessoalidade". Além disso, proíbe terminantemente, em seu §1º, a utilização da publicidade oficial como forma de "promoção pessoal de autoridades ou servidores públicos". Contudo, os ocupantes de cargos públicos continuam, em maior ou menor grau, insistindo em se utilizar da propaganda oficial como palanque eleitoral.