quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Caso Nalin: Chiba senta no banco dos réus

Justiça decide se acusado de mandar matar vereador irá a júri popular

Luiz Carlos Perin foi interrogado nesta quarta; assassinato aconteceu em 2010, em Analândia

Luiz Carlos Perin, acusado de mandar matar o vereador de Analândia Evaldo Nalin - Foto: Reprodução EPTV
23/11/2011 - 18:22
Alterar o tamanho da letra A-A+
Uma audiência realizada nesta quarta-feira (23), em Itirapina, ouviu o último interrogatório sobre o assassinato do vereador de Analândia Evaldo Nalin, em outubro de 2010. Após análise das alegações da defesa e da acusação, a Justiça vai decidir se Luiz Carlos Perin, acusado de ser o mandante do crime, irá a júri popular.
Perin, que responde ao processo em liberdade e é irmão do chefe de gabinete de Analândia, chegou ao fórum 15 minutos antes do horário marcado. Parentes do vereador organizaram um pequeno protesto.
Durante uma hora de interrogatório, o acusado respondeu as perguntas da defesa e da acusação. Ele disse que não tinha motivo algum para mandar matar um pai de família e que não pagou por isso. Também negou que tivesse desavenças com o vereador.
Perin saiu do fórum ao lado dos advogados por volta das 14h30. De acordo com o juiz Daniel Borborema, os advogados têm cinco dias para apresentar as alegações finais.
Relembre o caso
O vereador José Evaldo Nalin foi morto em outubro do ano passado. Ele estava em casa quando dois homens chegaram em uma moto e dispararam sete vezes. Dois dias antes do assassinato, Luiz Carlos Perin, foi visto em um posto de combustíveis entregando um pacote a dois motoqueiros.
Perin foi preso no dia 10 de novembro do ano passado e consegui um habeas corpus em abrildeste ano. Ele também é acusado de intimidar testemunhas do caso.
A polícia suspeita que o assassinato teve motivação política, já que Nalin dizia que recebiaameaças depois de ter feito denúncias de irregularidades na prefeitura.
O suspeito do assassinato, André Picante, morreu no dia 17 de janeiro após ser atropelado por um carro em uma rodovia próxima a Carapucuíba, na região metropolitana da capital paulista.
http://eptv.globo.com/noticias/

4 comentários:

  1. Quem acha q vai condenar põe o dedo aki...

    O Juiz ainda vai decidir, não é o mesmo que concedeu a ele o direito de responder em liberdade?

    Quem mora ou conhece Analandia já sabe o final disso né!

    Podem preparar aqueles cartazes de "Eu já sabia".
    Mais um que vai sair impune.

    Espero estar errada completamente, mais como sempre, não vai dar nada.

    ResponderExcluir
  2. VAI OU NÃO VAI PEGAR24 de novembro de 2011 00:04

    AI ANONIMO, ACHO QUE VOCÊ ESTÁ ENGANADA SIM, ACHAMOS QUE A COISA VAI PEGAR, SIM . VAMOS AGUARDAR.

    ResponderExcluir
  3. cade meu dinehiro metralhas?25 de novembro de 2011 17:19

    pode esquecer...nao vai dar em nada mesmo...param de ser idiotas!!!!! dinheiro compra tudo....!!!!eles tem muito dinheiro no banco!!!! pergunte aso funcionarios e ao gerente do Bradesco. a conta de cada um ,da familia metralha!!!!

    ResponderExcluir
  4. O QUE ELE VAI PEGA NO MINIMO É UMA BELA FÉRIAS COM DIREITO A TUDO O QUE É DE BOM,E SE PREPAREM AINDA VÃO RIR MUITO DA NOSSA CARA.DEUS SABE DE TODAS AS COISAS E COM CERTEZA VAI FAZER ISSO NA HORA CERTA.

    ResponderExcluir

Aqueles que desejarem citar nomes deverão se identificar, pois todos tem direito de defesa e de resposta.
Mas ressaltamos que comentários caluniosos, não serão publicados.
Aproveite este espaço que é seu, usando da melhor maneira!
O Blog Unidos Por Analândia é instrumento sério que busca a verdade e o bem da população Analandense abrindo esse espaço para manifestações e informações!!!