quarta-feira, 12 de outubro de 2011


Sarney considera ‘injusta’ crítica em show do Rock in Rio

Durante apresentação da banda Capital Inicial, Dinho Ouro Preto falou sobre corrupção e dedicou a música Que País é Este ao senador

Agência Estado
O presidente do Senado Federal, José Sarney (PMDB-AP), classificou hoje como "injusta" a crítica feita contra ele pelo vocalista da banda Capital Inicial, Dinho Ouro Preto, durante o Rock in Rio 2011. Durante a sua apresentação, o músico defendeu a liberdade de imprensa e questionou a proibição judicial que impede o jornal Estado de publicar informações sobre a Operação Boi Barrica, da Polícia Federal, que investiga o empresário Fernando Sarney, filho do senador. Em entrevista exclusiva ao jornal "Zero Hora", o presidente do Senado Federal lembrou que o rock tem como característica a contestação, mas defendeu-se das críticas feitas pelo músico.
Andre Dusek/AE - 05.09.2011
Sarney (à dir.) se defendeu das críticas feitas pelo cantor
"O rock é um estilo que tem o DNA da contestação, sempre foi marcado pelo questionamento. É compreensível que em um festival de rock tivesse uma manifestação desse tipo", lembrou o peemedebista. "No entanto, a crítica foi injusta. No meu governo, contribuiu-se para a maior liberdade de expressão que já tivemos no País. A cultura e as artes devem ser livres. Podem ser injustas, mas não podem deixar de ser livres", ponderou. Na entrevista ao jornal "Zero Hora", o senador afirmou ainda que seu filho tinha o direito de recorrer judicialmente contra o jornal, mas acrescentou que, se tivesse sido consultado pelos advogados, não teria feito o mesmo.
"Embora ele tivesse o direito de recorrer à Justiça, no dia que ingressou com a ação lancei uma nota afirmando que se tivesse sido consultado pelo advogado não teria aceito", afirmou. O senador ressaltou ainda que, durante a ditadura militar, defendeu o veículo de imprensa e que, durante a sua vida pública, nunca processou um jornalista, "mesmo tendo sido um dos políticos mais censurados da história da República". "A minha voz foi solitária dentro do Congresso Nacional em um discurso defendendo o Estadão e a liberdade de imprensa, arriscando meu próprio mandato", disse.

2 comentários:

  1. OLHOS DE LINCE DANDO UMA CANJA PARA O SARNENTO.12 de outubro de 2011 23:09

    É ISTO AÍ MESMO DINHO DO CAPITAL INICIAL, SÁBIAS PALAVRAS, MANDA MESMO MEU CHAPA, BELEZA ACABA COM ESTA CAMBADA.
    E O SARNENTO QUE NEM MERECIA ESTAR NO POSTO ONDE ESTA , JÁ LHE FOI MOSTRADO O CAMINHO DA RUA, E ELE SE FEZ DE BOBÃO, E CONTINUOU COMO SEU SONSO.
    NÃO DÁ UMA DENTRO, VIVE COM AS MÃOS CHEIAS, E AINDA SE ACHA NO DIREITO DE PROTESTAR, VÊ SE ENCHERGA SE CORRUPTO. VC NÃO MERECE NEM O MEU ESFORÇO EM LHE DAR ESTA RESPOSTA, SEU ....

    ResponderExcluir
  2. Vá pra casa SARNENTO cuidar dos seus netinhos, pois seu futuro, dos filhos e netos estão garantidos por mais duas gerações só com o que roubou de nosso povo.

    ResponderExcluir

Aqueles que desejarem citar nomes deverão se identificar, pois todos tem direito de defesa e de resposta.
Mas ressaltamos que comentários caluniosos, não serão publicados.
Aproveite este espaço que é seu, usando da melhor maneira!
O Blog Unidos Por Analândia é instrumento sério que busca a verdade e o bem da população Analandense abrindo esse espaço para manifestações e informações!!!